PROJETO DE LEI DO VEREADOR EDIVAN DA AMBULÂNCIA N° 005, de 15 de março de 2022


O Prefeito do Município de Jucurutu Faço saber que a Câmara Municipal aprova e eu sanciono a seguinte Lei: Art. 1º Fica denominada Rua Juarez Lopes Galvão o logradouro atualmente denominado Rua Juvenal Lamartine, localizado no bairro Centro. Art. 2º. A Administração Pública municipal providenciará a confecção de placa de identificação a ser fixada no local. Art. 3º As despesas decorrentes da aplicação desta Lei correrão por conta das doações próprias do orçamento vigente. Art. 4º. Esta lei entra em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições contrarias. Sala da Secretaria da Câmara Municipal de Jucurutu, 15 de março de 2022 Edivan Fernandes da Costa Vereador Juarez Lopes Galvão (in memorian), era agropecuarista, ele nasceu no dia 30.12.1930, filho do casal Francisco Lopes Filho e Francisco Eunice Lopes (in memorian). Casou-se com Dona Francisca Batista de Medeiros, ela nascida no dia 21.08.1930, do lar, filho do casal João Batista dos Santos e Dona Maria Laurentina de Medeiros (in memorian) Eles se casaram no dia 25.07.1953, foram morar na Fazenda Barra do Baixo, Municipio de Jucurutu/RN, na Fazenda que era de seus pais. Na época, o Sr. Juarez Lopes Galvão, fez herança como criar uma loja da própria Fazenda comprou as partes dos seus 03 irmãos Criou seus 12 filhos (04 in memoriam). Depois criou mais 02 filhos adotivos. Morou na sua fazenda com sua esposa e seus filhos aos 49 anos de casados. A esposa continuou na fazenda junto com seus filhos. Na época o Sr. Juarez Lopes Galvão fazia queijo de manteiga e transportava para a cidade de Caicó, depois Jucurutu foi crescendo e ele transferiu seus queijos para sua cidade, onde lá fazia sua feira. Também ele, que era o próprio dono da fazenda, criou seus animais como: bovino, caprino e suíno. Plantava junto com seus moradores feijão, milho. Arroz e etc. e também plantava algodão que transportava para algodoeira da sua cidade. Em 1988, o Sr. Juarez Lopes Galvão saiu candidato a Vereador. Na época que ele morava na sua fazenda, existia muita fartura, suas terras muito boas davam batata doce, melão, melancia, frutas hortaliças, entre outras. Estas são as razões pelas quais peço o apoio de Vossas Excelências para a aprovação desta proposição Sala da Câmara Municipal de Jucurutu, 15 de março de 2022 Edivan Fenandes da Costa

Comentários

Postagens mais visitadas