Diálogo com Walter e Ezequiel para chapa majoritária continua, diz PT

Aliança entre fátima e carlos eduardo é “factível e desejável”, diz chefe do gabinete civil do rn

As negociações políticas em torno da chapa majoritária envolvendo o PT e os líderes potiguares do MDB e PSDB, Walter Alves e Ezequiel Ferreira, ainda não foram encerradas. A afirmação é do chefe da Casa Civil e principal articulador para assuntos políticos da governadora Fátima Bezerra (PT), Raimundo Alves. Ele afirmou com exclusividade ao AGORA RN, nesta segunda-feira 21, que nenhum membro da cúpula do PT no Estado recebeu comunicado oficial sobre a parceria firmada no último domingo 20, entre o tucano e o emedebista, para uma possível chapa de oposição contra Fátima.

“Até o momento, não fomos comunicados pelos deputados Ezequiel Ferreira e Walter Alves, ambos presidentes dos seus respectivos partidos no Rio Grande do Norte, que essa seria a chapa da oposição à Fátima. Portanto, não fomos informados sobre a interrupção dos diálogos que estamos mantendo”, destacou Raimundo.

E ressaltou que o PT e a governadora continuam abertos aos diálogos e às negociações. “Estamos aguardando uma decisão por parte de Ezequiel e Walter. Eles precisam dizer se estão encerradas as nossas conversas. Até porque o respeito, sinceridade e franqueza são essenciais entre os interlocutores para que haja credibilidade no diálogo”, afirmou.

Isso pode indicar que não houve alterações no que já vinha sendo tratado e pode sugerir que Ezequiel não só continua apoiando e participando da gestão Fátima, como também poderá ser seu vice-governador ou indicar um nome em uma eventual chapa. Se concretizado esse cenário em outubro, a expectativa é de que a governadora seja reconduzida ao cargo por WO, uma vez que o grupo de oposição não apresentou o nome do seu candidato na chapa majoritária.

“Não acredito nos factóides veiculados” diz Isolda Dantas

“Continuo vendo Ezequiel como um importante aliado. Não existe uma confirmação oficial por parte de Ezequiel Ferreira e, até onde sei, e de acordo com contatos que mantive nesta segunda- -feira 21, ele não formalizou e nem confirmou está possibilidade de ser o candidato ao governo do Estado pelo grupo da oposição”, afirmou o deputado Francisco do PT, líder do governo Fátima Bezerra na Assembleia Legislativa.

A deputada Isolda Dantas (PT) defendeu que as conversas entre a governadora e o líder do PSDB nunca foram interrompidas. “Pelo contrário, como presidente da Assembleia, ele sempre esteve aliado ao governo, e mais do que isso, Ezequiel integra o governo. Há uma torcida muito grande, por parte da direita bolsonarista no Rio Grande do Norte, para que Ezequiel seja candidato contra Fátima e o ex-presidente Lula. Embora tudo esteja em aberto, não acredito nos factóides veiculados neste fim de semana. O próprio deputado Ezequiel já disse que é o único a falar por ele mesmo. E Ezequiel não disse em momento algum, que vai disputar o governo em oposição ao governo do qual ele até o momento participa”, afirmou.

Ela disse que a aliança selada prioriza a disputa proporcional. Nada foi dito sobre a chapa majoritária. “Não acho que isso signifique uma ruptura, porque os dois partidos têm deputados que integram a base e a oposição, na composição atual da Assembleia Legislativa”, afirmou.

Isolda Dantas disse que qualquer que seja a candidatura de oposição, “o que vamos fazer é dialogar com o povo sobre a continuidade de um governo que resgatou o Rio Grande do Norte da falência, que pagou quatro folhas salariais atrasadas, que fez concursos, que enfrentou a pandemia com responsabilidade e salvou vidas. Esse projeto precisa continuar. Agora que o governo Fátima resgatou a capacidade de investimento é que nosso Estado vai avançar para valer”, ponderou.

A parlamentar acredita o que vai determinar a reeleição da governadora Fátima Bezerra é o veredito dos potiguares, “sobre se estamos do lado certo; se o Rio Grande do Norte é um Estado diferente daquele que herdamos em 2018; se reconhece os esforços do governo mesmo diante de uma crise fiscal, de uma pandemia e de um governo federal irresponsável e tirano. O povo dirá se quer Fátima governadora e Lula presidente. Nós vamos trabalhar para isso”, pontuou.

Comentários

Postagens mais visitadas