Professores da rede estadual podem entrar em greve

 


A assessoria da Secretaria Estadual de Educação afirmou à TRIBUNA DO NORTE que a pasta respeita a decisão do sindicato e que deverá se pronunciar apenas após receber oficialmente um comunicado do Sinte sobre o indicativo de greve.

Na última quinta-feira (27), o presidente Jair Bolsonaro anunciou o reajuste do piso salarial dos professores brasileiros de 33,24%. O aumento leva em consideração o valor por aluno pela variação da inflação nos últimos dois anos, conforme prevê a Lei do Magistério. Prefeitos de todo o País cogitaram entrar judicialmente contra a decisão, que, se seguida, poderia pressionar e trazer impactos financeiros significativos para os menores municípios. 

O governo do RN até esta quarta-feira (2) não havia se pronunciado se aprovaria o reajuste, assim como não apresentou nenhuma proposta de negociação ao Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública (Sinte) nas três audiências em que coparticiparam, segundo Bruno Vital, coordenador do Sinte. 

Comentários

Postagens mais visitadas