Com o PSOL anunciando candidatura própria, RN poderá ter oito candidatos ao Governo e três ao Senado

A eleição  para governo do Estado está bastante disputada em 2022. A sucessão da governadora Fátima Bezerra poderá ter oito candidatos ao cargo, incluindo a própria Fátima, que busca a reeleição.

Hoje já existem quatro  pré-candidaturas praticamente fechada e outras quatro  em processo de negociação.

Além da candidatura à reeleição da Governadora Fátima Bezerra, que já  é um fato consumado, outro nome forte que surge para concorrer é o do deputado estadual Ezequiel Ferreira de Souza (PSDB).

O empresário Haroldo Azevedo também  já anunciou que irá pleitear o cargo, com partido em fase de definição. Brenno  Queiroga vai disputar a chefia do Executivo potiguar pelo partido Solidariedade, e Clarissa Linhares pelo Brasil 35.

Uma nova possível candidatura poderá abalar as estruturas da campanha. O nome do Senador Styvenson Valentim vem sendo pulverizado como mais uma via. Ele ainda não se pronunciou sobre o assunto, mas a ideia vêm ganhando força.

Já o Partido Socialismo e Liberdade (PSOL) anunciou o nome de Danniel Morais,  presidente estadual do partido, como candidato ao governo.

O PSTU – Partido Socialista dos Trabalhadores Unificados – também estuda um nome para concorrer ao governo.

Para a única vaga disponível para o Senado,  existem quatro nomes em evidência, mas apenas três, irão concorrer: o ministro Rogério Marinho, o ex-prefeito de Natal,  Carlos Eduardo Alves (PDT), e  o vereador Robério Paulino (PSOL). 

O senador Jean Prates (PT), que poderia tentar renovar o mandato, caminha em passos largos para ser descartado pela governadora Fátima Bezerra, que deverá em breve tornar pública a sua aliança com Carlos Eduardo Alves.

 

Comentários

Postagens mais visitadas