Sesap confirma morte de adolescente de 14 anos pela Covid-19 nesta sexta; entenda

A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) confirmou, em nota divulgada nesta sexta, a morte de um adolescente de 14 anos que aguardava na fila de espera para internaço em UTI pedriática. O jovem era natural de Santo André, cidade do interior do RN, e tinha paralisia cerebral. Ele estava internado desde a quarta 26 na unidade mista de saúde da cidade.

Em nota, a Sesap lamentou a morte do rapaz. Leia abaixo:

“A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) lamenta profundamente o óbito do adolescente de 14 anos, nesta sexta-feira (28), que aguardava transferência para um leito de UTI. A equipe técnica da Sesap tem trabalhado diuturnamente na tentativa de garantir uma assistência rápida e adequada a toda população do estado. Infelizmente com a velocidade do agravamento da pandemia e a busca expressiva por leitos, principalmente os pediátricos, somado ao adoecimento também dos profissionais de saúde, não permite a oferta de leitos na velocidade necessária.

A Sesap reforça ainda a importância de que as crianças sejam vacinadas contra a Covid-19 o mais rápido possível, pois a vacina é eficaz e segura.“


Segundo a Sesap, o menino não possui nenhum registro de vacinação contra a Covid-19, seja na plataforma RN Mais Vacina ou no Conecte-SUS, do Ministério da Saúde. Apesar de uma vaga de UTI ter sido disponibilizada no Hospital de Currais Novos, a transferência não aconteceu porque o leito não era pediátrico.


Na tarde desta sexta 28, as UTI’s pediátricas continuam lotadas no RN. São 13 no total, sendo 10 em Natal, no Hospital Maria Alice Fernandes, e outras três em Mossoró, pactuadas pelo Governo do Estado com o Hospital Wilson Rosado.


De acordo com a RN Mais Vacina, 34.034 crianças entre cinco e 11 anos foram vacinadas com a primeira dose (D1) até agora no RN. O número representa 10% das 301.583 crianças nessa faixa etária que devem ser vacinadas contra a Covid-19.

Já os adolescentes entre 12 e 17 anos, 266.056 foram vacinados com a D1, o que representa 83% da meta de cobertura vacinal que é de 286.301 jovens. Além disso, 180.900 (56%) adolescentes nessa faixa etária já receberam, também, a segunda dose (D2) da vacina contra a covid-19.

Comentários

Postagens mais visitadas