HOLANDA É O PRIMEIRO PAÍS EUROPEU A VOLTAR A QUARENTENA APÓS AUMENTO DE CASOS DE COVID

O premier holandês, Mark Rutte: governo anuncia nova quarentena Foto: BART MAAT / AFP

A Holanda impõe a primeira quarentena parcial na Europa Ocidental desde o verão no Hemisfério Norte, em meados do ano, em uma tentativa de conter o aumento de casos de Covid-19. A partir deste sábado e nas próximas três semanas, bares, restaurantes e supermercados terão que fechar as portas às 20h, e o comércio não essencial, às 18h. As pessoas também serão incentivadas a trabalhar de casa, e não será permitida a presença de público em eventos esportivos. Escolas, teatros e cinemas, no entanto, vão permanecer abertos.

Ao anunciar as novas medidas, o primeiro-ministro, Mark Rutte, também alertou que os holandeses só poderão receber o máximo de quatro pessoas em suas casas. Além disso, o governo está estudando maneiras de restringir a entrada em locais públicos de pessoas não vacinadas, uma medida que exige aprovação no Parlamento.

O número de novos casos de coronavírus no país aumentou rapidamente depois que as medidas de distanciamento social foram abandonadas, no fim de setembro, e atingiram um recorde diário de 16.300 na quinta-feira. O novo surto já pressiona hospitais em todo o país: no mês passado, cerca de 55% dos pacientes em hospitais holandeses e 70% daqueles em UTIs eram pessoas não vacinadas ou apenas parcialmente vacinadas, de acordo com dados fornecidos pelo Instituto de Saúde da Holanda (RIVM).

Por: O Globo


Comentários

Postagens mais visitadas