Mais de 50% do dinheiro pago por respiradores era para propina, afirma presidente da CPI no RN

O deputado estadual Kelps Lima (Solidariedade), presidente da CPI da Covid na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, afirmou que documentos obtidos pela comissão apontam que mais da metade dos R$ 48 milhões que o Consórcio Nordeste destinou para comprar respiradores seria para propina.

“A documentação é estarrecedora. Havia um conluio, uma negociação de mais de 50% do valor pago dos R$ 48 milhões seria só para desvio, com propina. A operação deu errado porque ela foi toda desastrosa e nenhum respirador foi entregue. Os estados perderam 100% do dinheiro investido”, revelou Kelps em entrevista à Jovem Pan na última sexta-feira (15).

“Este tema não ser investigado no Congresso é estranho. A investigação é muito objetiva. O acesso aos documentos demonstra que o dinheiro foi literalmente roubado. E mais, os nove governadores do Nordeste têm acesso à documentação sigilosa que a CPI teve acesso”, completou Kelps.

Comentários

Postagens mais visitadas