Butantan pode ser multado em R$ 30 milhões por possíveis irregularidades em venda de vacinas

 

O Butantan recebeu uma notificação do Ministério da Saúde (MS). Na quarta-feira 22, a pasta informou que o laboratório negociou doses da CoronaVac a Estados antes de concluir o contrato de 100 milhões de unidades que tem com o governo. Um termo no documento determina a exclusividade do MS com o instituto paulista até que o último lote seja entregue.

O Butantan anunciou a venda direta de 2,5 milhões de imunizantes a cinco Estados: Mato Grosso, Piauí, Pará, Ceará e Espírito Santo. Na semana passada, o instituto comunicou haver concluído as entregas ao Programa Nacional de Imunizações. No entanto, o laboratório considerou doses da CoronaVac embargadas por autoridade sanitária.

A quebra do acordo pode custar R$ 30 milhões ao Butantan.

Comentários

Postagens mais visitadas