Após acidente com produtos químicos, Sesap reforça cuidados à população

 

Foto: Divulgação/Idema

Devido ao acidente com uma carreta carregada de produtos químicos na Estrada de Cajupiranga, em Parnamirim, no último sábado (04), somado ao risco do material tóxico ter atingido o Rio Pium, a Secretaria de Estado da Saúde Pública do Rio Grande do Norte (Sesap-RN) emitiu uma série de recomendações à população e aos profissionais da saúde.

Para a população em geral, a secretaria orienta que o contato direto com a água e o solo nas regiões atingidas até que os lados das análises ambientais comprovem que não há contaminação.

Além disso, a pasta reforça a recomendação para que atividades recreacionais, como banho e pesca, sejam evitados, conforme dito pelos órgãos ambientais que acompanham a situação do rio.

A Sesap acrescenta ainda que, em caso de exposição, a população deve se dirigir à unidade de saúde mais próxima, mesmo que não haja sintomas.

Veja as orientações aos profissionais de saúde:

– Devem estar alerta aos sinais e sintomas característicos de intoxicação exógena; 
– Devem notificar os casos suspeitos e confirmados de intoxicação exógena na respectiva ficha do Sistema Nacional de Agravos de Notificação (SINAN). Encaminhar cópia da notificação para o endereço de e-mail do Centro de Informaçõe Estratégicas em Vigilância em Saúde – CIEVS-RN (cievsrn@gmail.com). Telefones (24h) 0800 281-2801, 98102-5948.

O CEATOX/RN informa que os produtos químicos envolvidos no acidente são ácidos e por isso, quando em contato com o corpo,  independente da via, podem acarretar sintomas imediatos ou tardios e intoxicações leves, moderadas ou graves.

As recomendações para os cuidados iniciais estão relacionados à:

-Descontaminação(limpeza) da parte afetada, lavando apenas com água, sem utilizar pressão
-Se houver ferimentos estes devem ser limpos em primeiro lugar, evitando contaminar as áreas não afetadas;
– As roupas contaminadas devem ser removidas, ensacadas duas vezes, lacradas e armazenadas com segurança;
– Em caso de ingestão, pode ser oferecida uma pequena quantidade de água ou leite, caso a pessoa não apresente dificuldade para respirar ou engolir;
– Buscar o atendimento médico mais próximo, referenciando o contato com o produto.

Comentários

Postagens mais visitadas