R$ 10 milhões: Ministério Público processa Sikêra Jr e RedeTV! pelo crime de homofobia

De acordo com informações do jornalista Renato Souza do Correio Braziliense, o Ministério Público Federal entrou com uma ação na noite dessa segunda-feira 28, contra o apresentador Sikêra Jr e a emissora RedeTV! Pelo crime de homofobia. O procurador do Ministério Público Ênrico Freitas pede uma indenização de R$ 10 milhões além da retirada do vídeo da internet e uma retratação, Sikêra Jr chamou homossexuais de “raça desgraçada”. A apresentador do Alerta Nacional que já havia declarado no ano passado, durante a exibição do seu programa, que integrantes do movimento LGBTQI+ são “raça desgraçada”, voltou a usar o termo depreciativo para se referir ao público e agora ainda declarou que os gays querem “acabar com a sua família e com a família tradicional brasileira”. “A criançada está sendo usada. Um povo lacrador que não convence mais os adultos e agora vão usar as crianças. É uma lição de comunismo: vamos atacar a base, a base familiar, é isso que eles querem. Nós não vamos deixar”, afirmou Sikêra. O jornalista da Rede TV se referia a campanha de uma hamburgueria que visava tratar, de forma leve, o tema da diversidade com o público infantil. Vários famosos e personalidades da mísia refutaram a fala do âncora da RedeTV! e criticara Sikêra Jr. A funkeira Pepita viralizou nas redes sociais ao criticar ao vivo, durante a ‘Live do Orgulho’ a fala do comunicador: “Eu quero mandar um recado para um ser humano que diz que é apresentador: Seu Sikêra, a gente veio pra ficar. O respeito é uma via de mão dupla. Você me respeita e eu te respeito. Ok? Então não vem de ‘mimimi’ falar de família tradicional brasileira se a sua, pelo jeito, não é”, disse a artista.

Comentários

Postagens mais visitadas