Álvaro Dias diz que não vai renunciar e não descarta aliança com Fátima em 2022

O prefeito de Natal, Álvaro Dias (PSDB), voltou a afirmar nesta terça-feira (29) que não será candidato a governador do Rio Grande do Norte nas eleições de 2022 e, de maneira surpreendente, declarou que não descarta uma aliança com a governadora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra (PT), para as eleições de 2022.

Em entrevista ao programa “12 em Ponto 98”, da 98 FM, o gestor municipal disse que, apesar de divergências recentes com a governadora, tem “boa relação” com a petista e que “não há obstáculo intransponível” para que os dois estejam no mesmo projeto político nas eleições do ano que vem.

“Eu nunca estive distante da governadora. Eu tenho uma relação de amizade com a governadora. Divergências surgem, mas são normais, comuns, até mesmo quando as pessoas fazem parte do mesmo partido. Inclusive estando em partidos políticos diferentes. Isso é normal”, enfatizou o prefeito.

Perguntado sobre a possibilidade de os dois apoiarem o mesmo projeto político em 2022, o prefeito respondeu que, “a princípio”, essa possibilidade não é cogitada, mas, de forma surpreendente, declarou que não é impossível que aconteça. “A princípio, não, porque ela é governadora, tem o grupo político dela. Mas também não existe nada que seja obstáculo intransponível para que isso aconteça”, pontuou.

Apesar do aceno à governadora – que surpreende em função das recentes divergências entre os dois -, Álvaro Dias frisou que vê cinco nomes competitivos para a disputa do Governo do Estado em 2022 fora Fátima. A maioria dos nomes citados faz oposição à atual governadora.

São eles, segundo Álvaro: o ex-prefeito de Natal Carlos Eduardo Alves (PDT), derrotado por Fátima em 2018; o ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho (sem partido); o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Ezequiel Ferreira (PSDB); o deputado federal Benes Leocádio (Republicanos); e o deputado estadual Tomba Farias (PSDB).

Álvaro Dias voltou a enfatizar que não será candidato em 2022. Ele afirmou que vai cumprir o mandato de prefeito na íntegra, até o fim de 2024. “O que eu garanto, o que eu disse já algumas vezes, e vou repetir aqui é: eu vou permanecer na prefeitura durante os quatro anos do meu mandato. Não pretendo renunciar. Não vou renunciar”, complementou.

98 FM

Comentários

Postagens mais visitadas