Sem o Censo em 2021, ações governamentais pós-pandemia serão afetadas, alerta IBGE

IBGE

Após ter alertado que a proposta de corte de R$ 1,7 bilhão no orçamento do Censo Demográfico 2021 pode inviabilizar a pesquisa, a direção do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) afirmou nesta terça-feira (23) que “as ações governamentais pós-pandemia serão fragilizadas” sem a realização do Censo 2021.

“Sem o Censo em 2021, as ações governamentais pós-pandemia serão fragilizadas pela ausência das informações que alicerçam as políticas públicas com impactos no território brasileiro, particularmente em seus municípios”, afirma a presidente do IBGE, Susana Cordeiro Guerra, e o diretor de Pesquisas, Eduardo Rios-Neto, em artigo publicado pelo jornal “O Globo” e reproduzido na página do órgão.

Segundo o IBGE, a proposta original encaminhada ao Congresso Nacional no ano passado previa R$ 2 bilhões para a realização do Censo 2021, enquanto que o parecer final do relator do Orçamento, senador Marcio Bittar (MDB-AC), propõe a exclusão de R$1,7 bilhão da verba solicitada.

 

Comentários

Postagens mais visitadas