RN registra quatro mortes de policiais e bombeiros militares por Covid-19

7-de-setembro-2018-Policia-Militar-e-Corpo-de-Bombeiros-Militar-1478-750x499

Somente em um dia, ao longo desta segunda-feira (22), quatro militares morreram em decorrência da Covid-19 no Rio Grande do Norte: dois bombeiros e dois policiais militares. Em um ano, 34 militares e servidores da Segurança Pública estadual foram vitimados pela doença. Mais da metade, 19, somente nos três primeiros meses deste ano.

Um dos PMs, que faleceu foi Jurandir Pedro da Silva, de 49 anos. Segundo a PM, ele ingressou na corporação em 1992 e atualmente estava lotado no 3º Batalhão, em Parnamirim, na Grande Natal. O bombeiro Fábio de Souza Silva, de 50 anos, foi outro militar que perdeu a vida. A esposa dele, Cristiane Regina Silva, de 43 anos, havia falecido dias antes com a doença.

Os casos entre militares e demais servidores da segurança motivaram protestos e inclusive pedidos feitos pelas autoridades na área para que o grupo entre na prioridade de vacinação contra o coronavírus. No dia 17 de março, o comandante geral da PM, coronel Alarico Azevedo, e o comandante do Corpo de Bombeiros, Luiz Monteiro Júnior, oficializaram pedido à Secretaria de Segurança para que agentes de segurança pública também tenham prioridade em vacinação contra a Covid-19.

 

Comentários

Postagens mais visitadas