Explosão em Mãe Luíza: Famílias ainda não receberam aluguel social

Mais de 20 dias após a explosão que matou quatro mulheres em Mãe Luíza, na Zona Leste de Natal, as famílias das vítimas que ficaram sem moradia após o incidente ainda não receberam o aluguel social prometido pela Prefeitura da cidade. Elisa Tâmara perdeu a mãe e a irmã na tragédia. Agora, a única fonte de renda da família é o trabalho dela, já que o ponto comercial que pertencia à sua mãe desabou no dia da explosão, ocorrida no dia 7 de fevereiro. Elisa é quem está resolvendo as questões da família depois da explosão. Ela conta que após o enterro das vítimas, recebeu doações de colchões e alimentação, e uma equipe do Centro de Referência da Assistência Social (Cras) foi até o bairro para cadastrar as famílias para participarem do aluguel social. Porém nada foi feito até o momento. Cerca de cinco famílias que moravam no entorno precisaram se realocar devido à tragédia. Para Elisa, esse recurso é importante porque, no momento, parte da família dela está morando em um lugar oferecido por um vizinho. Porém,o dono do imóvel precisa da renda do aluguel. “A casa que meu padrasto e meus irmãos estão no momento, em frente à minha, foi cedida para eles colocarem as doações, porque na minha casa não tinha espaço. Então o rapaz ofereceu para eles colocarem as coisas lá. Colocamos duas camas, um guarda-roupa, dei uma ajeitadinha para eles dormirem lá. Com o tempo, nós vamos precisar pagar o aluguel”, relatou ao Agora RN. A principal queixa da família é a falta de comunicação da Prefeitura para dar um posicionamento sobre a questão do aluguel social. Elisa, na verdade, não tem certeza se tem direito a receber esse benefício, já que essa questão não foi explicada com nitidez. “Na hora que acontece todo mundo quer fazer tudo, quer ajudar, mas quando vai passando os dias as pessoas esquecem”, lamentou. Além do aluguel social, a limpeza dos entulhos no local da explosão ainda não foi terminada, e também não há previsão de quando será feita. A reportagem entrou em contato com a Secretaria Municipal de Trabalho e Assistência Social (Semtas) para saber se as famílias realmente serão assistidas com o aluguel social. A pasta afirmou que as famílias estão sendo acompanhadas pelo Cras Mãe Luiza e que a relação das famílias foi encaminhada para inclusão em aluguel social. Mãe Luiza em luto Na madrugada de um domingo, 7 de fevereiro, uma explosão causou o desabamento de várias casas e matou quatro mulheres na 6ª Travessa João XXIII, em Mãe Luiza. Após perícia, o Instituto Técnico-Científico de Perícia (Itep) confirmou que um vazamento de gás causou o incidente. Foram quatro vítimas: Teresa Cristina da Silva, de 49 anos, e Taís Silva Batista de Oliveira, de 18 anos, que eram mãe e filha. Maria das Graças Idelfonso e Luiza Belarmino de Oliveira, ambas de 57 anos, também morreram. Outras duas pessoas ficaram feridas, mas foram socorridas e estão recuperadas. Com as análises do Itep, foi possível confirmar que a explosão se deu na parte térrea da moradia de Maria das Graças Ildefonso, que ficava no meio das residências das três outras vítimas. Ela era a única das mulheres que apresentou queimaduras, alguns objetos da casa também tinham traços condizentes com fogo. Logo após a explosão, o secretário Adjuto Dias, juntamente com a equipe do Serviço Especializado em Abordagem Social, foi à Mãe Luíza para anunciar ações de assistência aos familiares das vítimas. O titular da Secretaria Municipal de Trabalho e Assistência Social (Semtas) confirmou a disponibilização de aluguel social. Na ocasião, a equipe da pasta fez os primeiros atendimentos e realizou o cadastro das famílias. “Disponibilizamos a acolhida às famílias nos abrigos, mas elas optaram por ficar na casa de parentes. Nossa rede assistencial está à disposição para o que for preciso”, ressaltou Adjuto Dias. “Vamos verificar a questão dos que vão precisar de abrigo imediato e aquelas que optarem pelo aluguel social por parte do poder público. Também estamos tomando outras medidas iniciais, como auxílio funeral e alimentação”.

 

 

Comentários

Postagens mais visitadas