Covid-19: Mais de 500 pacientes morreram à espera de leitos de UTI no RN

Pacientes estão morrendo antes de conseguirem ser transferidos para leitos de UTI nos hospitais — Foto: Anna Alyne Cunha / Intertv Cabugi

A babá Laisla Coutinho viu o pai e o avô morrerem por complicações da Covid-19 em menos de 24 horas na UPA Cidade Satélite, na Zona Sul de Natal. O pai, o comerciante Luisvaldo Bezerra, de 49 anos, aguardou por quatro dias por um leito crítico (de UTI ou semi-intensivo) para o tratamento da doença, mas não resistiu à demora.

Luisvaldo se tornou mais um entre os 534 potiguares que morreram à espera de uma internação em um leito de UTI desde o início da pandemia. Esse número representa cerca de 13% do total de 4.024 mortes pela doença no estado. A marca que superou as 500 mortes foi atingida no último dia 11. 

Os dados estão no Regula RN, plataforma que monitora em tempo real as internações e a rede de assistência para Covid-19 em todo o estado. A consulta foi realizada às 15h35.

Laisla soube da morte do pai em frente à UPA na terça-feira (16), exatamente o dia em que mais pessoas morreram à espera de um leito de UTI no estado nos últimos oito meses: 10 pacientes.

 G1 RN.

 

Comentários

Postagens mais visitadas