RN registra ocupação de 61% dos leitos de UTI para Covid-19 na rede pública; são mais de 140 pessoas internadas

 Hospital São Luiz era a unidade com maior número de pessoas internadas em UTI, por Covid-19, na manhã deste sábado (26), no RN. — Foto: Isaiana Santos / Intertv Costa Branca (Arquivo)

O Rio Grande do Norte registrou 61% de ocupação dos leitos de UTI para pacientes com Covid-19 na manhã deste sábado (26), segundo dados da plataforma Regula RN, que administra as internações para a doença na rede pública estadual. Ao todo, o estado tinha 143 pessoas internadas em leitos semi-intensivos ou de UTI e além de 122 leitos clínicos também ocupados no final da manhã.

Segundo dados parciais divulgados pela Secretaria Estadual de Saúde no final da manhã, o Rio Grande do Norte já registra mais de 114,2 mil casos confirmados e 2.923 óbitos causados pela doença, sendo que foram registrados dois nas últimas 24 horas.

De acordo com o governo, o estado enfrenta uma fase de novo crescimento de casos, internações e óbitos. O estado chegou a registrar ocupação superior a 70% nos leitos de UTI e aumentou a rede assistencial. Apesar da abertura de novos leitos anunciados pelo governo, que diminuiu a taxa de internação, o número de internações aumentou.

A taxa de ocupação deste sábado (26) é puxada para cima principalmente pela região Oeste, que teve ocupação de 70,5% registrada pela manhã. Nas demais áreas do estado, inclusive na região metropolitana de Natal, a taxa ficou entre 56% e 57%. 

Ao todo, o estado estava com 244 leitos críticos no sistema, durante a manhã de sábado. Desse total, 90 estavam disponíveis, 143 ocupados e 11 bloqueados para manutenção ou por falta de um insumo, por exemplo.

Pelo menos três unidades de saúde estavam com todos os seus leitos críticos para Covid-19 ocupados: o Hospital Regional Tarcísio Maia, em Mossoró, com 9 leitos de UTI com pacientes; o Hospital Rafael Fernandes, também na cidade do Oeste, com seis leitos ocupados, e a Maternidade Divino Amor, em Parnamirim, com seus cinco leitos também ocupados.

Em Natal, o Hospital Giselda Trigueiro conta com apenas um leito disponível. Ao todo, são 25 UTIs ocupadas na unidade. Número de internados maior, apenas no Hospital São Luiz, em Mossoró, com 27 UTIs ocupadas e ainda 13 disponíveis.

No final da manhã, ainda havia pacientes esperando regulação e 8 aguardando transporte para um leito. Ainda de acordo com o sistema, na média dos últimos três dias, o estado tem registrado 4 horas e 23 minutos de espera para regulação e 4 horas e 52 minutos para transporte de um paciente até o leito indicado.

 

 

Comentários

Postagens mais visitadas