Lojas de Natal prometem descontos de até 50% na Black Friday

 https://agorarn.com.br/files/uploads/2020/11/aaa-abr--930x524.jpg

Num ano atípico, de lojas mais vazias por causa dos protocolos sanitários, 63% dos lojistas de Natal esperam algum respiro depois de meses de inatividade, seja nas vendas físicas ou feitas vitualmente em sites ou pelo WhatsApp.

A sondagem foi feita pela Câmara de Diretores Lojistas de Natal especialmente para o Black Friday, que acontece oficialmente nesta sexta, 27, mas deve se estender por toda a semana seguinte em muitos estabelecimentos.

Segundo a pesquisa, embora preocupados, os lojistas ainda acreditam que a data criada nos EUA em 1990 e importada para o Brasil, traga algum oxigênio para o caixa das empresas. Tanto que a maioria conseguiu repor os estoques e pretende colocar descontos reais entre 20% a 50%, aproveitando a motivação dos consumidores.

“Esse ano a venda online está ainda mais forte, devido a pandemia, o que não deixou de ser bom, já que muitos lojistas locais tiveram que aprender a trabalhar nesse tipo de venda, ajudando a reforçar os resultados das vendas físicas”, afirma José Cordeiro de Lucena Neto, presidente da CDL-Natal.

A pesquisa revela ainda que os produtos mais procurados serão as roupas (42%), os calçados (31%), os smartphones (22%), os eletrodomésticos (22%) e eletrônicos (20%).

De acordo com o levantamento, as lojas online representam 83% do interesse do consumidor na hora de comprar, sobretudo nos sites/aplicativos de varejistas nacionais (57%) e nos sites/aplicativos de compra e venda de produtos novos e usados (33%).

Apesar do destaque no meio online, uma parcela considerável dos entrevistados afirma que vai comprar em lojas físicas (47%), especialmente nos shoppings centers (29%) e nas lojas de rua (23%).

 

Comentários

Postagens mais visitadas