quinta-feira, 6 de agosto de 2020

Vereador e secretários de Goianinha são alvos de operação que investiga grampos telefônicos e clonagem de redes sociais

Nas primeiras horas da manhã de quarta-feira (5), equipes da 6° Delegacia Regional de Nova Polícia Civil de Nova Cruz e da Divisão de Investigação e Combate ao Crime Organizado (DEICOR) deflagraram a “Operação Araponga”, que investiga uma organização criminosa que é apontada como responsável pela realização de interceptações telefônicas clandestinas e clonagem de redes sociais de autoridades e políticos da região Agreste potiguar.

Foi preso por força de mandado judicial um profissional de TI e alvos de mandados de busca e apreensão um vereador de Goianinha e dois secretários municipais, além de um ex-prestador de serviços do Fórum de Goianinha.

No decorrer das investigações realizadas pela 6°DRP foi descoberta a existência de uma central de interceptações telefônicas clandestinas que funcionava na praia da Pipa, de onde números de agentes públicos eram interceptados de forma ilegal e desviados para um núcleo existente na cidade de Goianinha, onde posteriormente as informações eram processadas e repassadas para os contratantes dos serviços de espionagem, que na sua maioria eram políticos da região agreste que se utilizavam dos serviços clandestinos da organização criminosa para bisbilhotar e obter informações privilegiadas de adversários políticos.

Segundo as investigações os alvos de mandados de busca e apreensão teriam contratado os serviços da organização criminosa para acompanhar os passos e articulações dos adversários políticos e possíveis autoridades.
 
AGORA RN

Nenhum comentário:

Postar um comentário