quinta-feira, 13 de agosto de 2020

Estoque de sangue do tipo O negativo zera no Hemocentro de Mossoró

Hemocentro de Mossoró precisa de sangue do tipo O negativo — Foto: Isaiana Santos/Inter TV Costa Branca
O estoque de bolsas de sangue do tipo O negativo zerou no Hemocentro de Mossoró. A unidade precisou solicitar sangue nos Hemocentros de Natal e de Apodi, na região Oeste. De acordo com o serviço social, nesta época do ano há uma queda natural nos estoques, mas o problema foi agravado pela pandemia do novo coronavírus, o que reduziu o número de doadores voluntários.

Em Mossoró, há uma queda na doação de sangue de todos os tipos, mas a situação mais crítica é a do O negativo. O tipo sanguíneo é utilizado principalmente para as doações de emergência, quando não é possível identificar o tipo sanguíneo do paciente. O sangue O negativo é conhecido como doador universal, porque pode ser utilizado em pessoas com qualquer tipo sanguíneo.

"Ficamos completamente zerados. Na segunda-feira (10) tivemos que ir pegar em Natal e Apodi que são nossos parceiros. Por causa dessa falta, algumas cirurgias eletivas foram suspensas e os pacientes ficaram aguardando a chegada desse sangue. Geralmente, a gente consegue ir repondo o estoque gradativamente, mas as doações que estamos recebendo não têm sido suficientes para atender a demanda atual", explica o bioquímico do Hemocentro, José Filho.

Uma bolsa de sangue pode beneficiar até quatro pessoas. Normalmente, a unidade de Mossoró recebe cerca de 60 doadores por dia. Mas, até a tarde desta quarta (12), apenas 28 pessoas foram doar e a maioria delas procurou a unidade porque algum parente ou amigo necessita de sangue para uma cirurgia eletiva.

Nenhum comentário:

Postar um comentário