sexta-feira, 21 de agosto de 2020

Águas do São Francisco mais próximas do RN

Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) avançou mais uma etapa para garantir segurança hídrica à Região Metropolitana de Fortaleza a partir do Projeto de Integração do Rio São Francisco. Com o acionamento das comportas no Reservatório Jati (CE), nesta quinta-feira (20), as águas do Eixo Norte do empreendimento foram liberadas para o Cinturão das Águas do Ceará (CAC). O ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, participou do ato.

“Esse momento retrata os esforços de um governo que trabalha para emancipar o Nordeste, região que tem o destino de ser grande. A garantia de oferta de água é fundamental para isso”, destacou o ministro. “Estamos vencendo mais uma etapa para permitir segurança hídrica a uma grande parcela da população cearense. Além de ser fundamental à qualidade de vida e à saúde, é uma forma de impulsionar o desenvolvimento econômico regional”, completou.

Desde a chegada das águas do ‘Velho Chico’ ao Ceará, em junho deste ano, o Reservatório Jati atingiu nesta semana 26,3 milhões de metros cúbicos (m³), o que representa 94,8 % de sua capacidade total. É a partir dali que a água será transportada pelo CAC por 53 quilômetros, correrá nos leitos dos Rios Salgado e Jaguaribe até chegar ao Reservatório Castanhão, que abastece Fortaleza e cidades próximas. Aproximadamente 4,5 milhões de moradores serão beneficiados.

O Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) já investiu, desde o ano passado, mais de R$ 170 milhões no CAC, dos quais R$ 63,3 milhões foram pagos neste ano. Executado pelo governo estadual com recursos da União, o empreendimento está com 64,61% de avanço físico. “Nesse mais de um ano e meio de governo Bolsonaro, proporcionalmente, registra-se o momento em que houve o maior volume de investimentos nas obras de Integração do Rio São Francisco e em todas os empreendimentos associados. Foram quase R$ 3 bilhões até agora”, destacou o ministro Rogério Marinho.
A Pasta seguirá, também, com o processo de enchimento de todo o Eixo Norte para garantir disponibilidade hídrica aos portais que atenderão a Paraíba e o Rio Grande do Norte. O trecho subsequente à Barragem Jati conta com 119 quilômetros de extensão, compostos por canais, três aquedutos, nove barragens e 19 quilômetros de túneis.

A água do Eixo Norte do Projeto São Francisco que chegará ao território potiguar sai de Cabrobó (PE), segue para o Reservatório Engenheiro Ávidos, em Cajazeiras (PB), e dali para o leito do Rio Piranhas-Açu, que faz o transporte natural até o Reservatório Armando Ribeiro Gonçalves, já no Rio Grande do Norte. Também pelo Rio Piranhas-Açu, a Barragem Oiticica, que está em execução, receberá a água e beneficiará 350 mil pessoas nas regiões do Seridó, Vale do Açu e Central do estado.
Eixo Norte

Todo o Eixo Norte, com 260 quilômetros de extensão, está com 97,53% de execução física. A etapa conta com 15 reservatórios, oito aquedutos, três túneis e 155 quilômetros de canais concretados. Três estações de bombeamento elevam as águas do projeto em 188 metros de altura.

Mais de 6,5 milhões de pessoas serão atendidas em 220 municípios do Ceará, Paraíba, Pernambuco e Rio Grande do Norte.

Nenhum comentário:

Postar um comentário