domingo, 12 de julho de 2020

Prejuízos acumulados pelo Aeroporto de Natal somam quase R$ 900 milhões, diz Inframerica

Em processo de devolução à União para ser relicitado, o Aeroporto Internacional Governador Aluízio Alves, em São Gonçalo do Amarante, acumula prejuízos na ordem dos R$ 895,4 milhões. O valor consta no ‘Balanço da Administração 2019 de Natal’ publicado pela Inframerica, administradora do terminal aeroviário, em junho passado. De 2017 para 2019, os prejuízos acumulados pela empresa cresceram 42,90% – saindo de R$ 626,6 milhões para os atuais R$ 895,4 milhões.
O Aeroporto Internacional Gov. Aluízio Alves foi o primeiro 100% concedido à iniciativa privada no Brasil, em leilão realizado em 2011 e, até hoje, não atingiu as projeções de crescimento estimadas pelo Governo Federal à época do certame. Uma dessas estimativas era a de transporte de passageiros, que, seis anos após o início da operação, deveria ter chegado aos 5 milhões de pessoas transportadas por ano. Esse número, porém, sequer se aproximou dos 3 milhões anuais.
Sem dinheiro em caixa para manter a operação, a Inframerica decidiu, numa medida até então inédita do país, anunciada em março deste ano, devolver o terminal e rescindir o contrato de concessão de 28 anos de forma unilateral.

Nenhum comentário:

Postar um comentário