sábado, 25 de julho de 2020

Oito PMs são afastados por suspeita de duplo homicídio para vingar morte de subtenente no Ceará.

Oito policiais militares são investigados e estão afastados das funções sob a suspeita de participarem de um duplo homicídio no município de Juazeiro do Norte, interior do Ceará. O caso foi registrado no dia 29 de junho e vitimou Francisco Wesley Vieira da Silva e David de Lima da Silva. A suspeita é de o crime aconteceu por vingança à morte do subtenente Francisco Augusto da Silva, do Batalhão de Operações Especiais (Bope) da Polícia Militar do Ceará. Augusto morreu vítima de um latrocínio, no dia 6 de junho, no Bairro de Vila Manoel Sátiro, em Fortaleza. O subtenente estava em um veículo quando foi abordado por assaltantes e baleado na cabeça. O PM chegou a ser levado a uma unidade hospitalar, mas não resistiu aos ferimentos. Horas depois um suspeito foi morto em confronto com a Polícia, em Fortaleza. Os dois mortos em Juazeiro não teriam ligação com o assalto e morte do subtenente. Conforme portarias publicadas no Diário Oficial do Ceará (DOE), foram instaurados processos administrativo disciplinar contra seis PMs. Para outros dois, estes oficiais foram determinadas instauração de Conselhos de Justificação. Todos os afastamentos são, inicialmente, de 120 dias. A Controladoria Geral de Disciplina dos Órgãos de Segurança Pública e Sistema Penitenciário (CGD) afirmou que o processo está em fase de instrução. Já conforme a Polícia Militar do Ceará o caso vem sendo apurado por meio de um Inquérito Policial Militar (IPM).

Nenhum comentário:

Postar um comentário