quinta-feira, 12 de setembro de 2019

Ex-funcionário do BB é condenado por subtrair R$ 100 mil da agência de Acarí

Ex-funcionário do Banco do Brasil, Carlos Humberto Pelluchera de Abreu foi condenado a cinco anos e seis meses de reclusão em regime fechado pela prática do crime de peculato. A sentença do juiz Bruno Montenegro Ribeiro Dantas, da comarca de Acari, foi proferida nessa quarta-feira (11).

Carlos Humberto foi acusado de subtrair R$ 100 mil quando trabalhava como caixa executivo do Banco do Brasil em Acari, cidade do Seridó potiguar, no ano de 2011. De acordo com as investigações, o então funcionário cumpriu expediente pela manhã, saiu para almoçar e não retornou mais.

No fechamento do dia, o gerente percebeu a ausência de R$ 100 mil e tentou ligar para Carlos Humberto, que sumiu com o montante. No dia seguinte, a polícia de Caicó, cidade onde ele morava, foi acionada e fez buscas pelo homem.
Vizinhos informaram que Carlos Humberto teria viajado com a família horas após desaparecer do banco. Ao ser localizado pelos agentes, o acusado confessou o crime, mas a quantia ainda não foi restituída aos cofres públicos.

Em seu depoimento, o acusado disse que foi pressionado a se apossar do dinheiro para pagar dívidas da mãe com agiotas. Ele relatou ter cometido o delito em um momento de desespero por estar sofrendo ameaças de morte, juntamente com a mãe, por causa dos débitos.

OP9/RN

Nenhum comentário:

Postar um comentário