terça-feira, 9 de abril de 2019

Suspeito de matar policial em Natal é preso em escritório de advocacia.

Um sargento da Polícia Militar foi assassinado a tiros na manhã desta terça-feira (09) no bairro Bom Pastor, na Zona Oeste de Natal. O crime, segundo a assessoria de comunicação da PM, aconteceu dentro da casa dos pais do policial. Gilmar Ferreira Barbosa tinha 52 anos e era lotado no 1º Batalhão da PM. 

A arma dele foi levada. 

Um suspeito foi preso dentro de um escritório de advocacia. 
Ainda segundo a PM, o crime aconteceu na Rua Ferreiro Velho, na frente do Cemitério Público Bom Pastor I. Dois homens abordaram o policial, que estava saindo do imóvel em um carro, e o forçaram a voltar para dentro da residência. Na varanda, já entrando na sala, tiros foram disparados na cabeça do PM, que morreu na hora. Os pais do sargento, que são idosos, estavam em casa. 

A PM informou que o carro em que o sargento Gilmar estava pertence ao cunhado dele, e que foi levado pelos assassinos, mas logo depois foi encontrado abandonado perto da ponte de Igapó. 

Em diligências, a PM confirmou que um homem, usando tornozeleira eletrônica, foi preso suspeito de participação no crime. Pelo monitoramento, ele foi encontrado dentro de um escritório de advocacia perto do Fórum Miguel Seabra Fagundes, no bairro de Lagoa Nova, na Zona Sul.

Nenhum comentário:

Postar um comentário