quarta-feira, 10 de abril de 2019

Adolescente de 16 anos admite participação em assassinatos de dois PMs no RN


Figueiredo ao lado da governadora eleita Fátima Bezerra — Foto: Arquivo pessoal
Um adolescente de 16 anos, apreendido na última sexta-feira (6) por policiais militares da Rondas Ostensivas Com Apoio de Motocicletas (ROCAM) e do 11º BPM, confessou ter participado dos assassinatos de dois policiais militares – crimes ocorridos no ano passado em São Gonçalo do Amarante, na Grande Natal.

As vítimas foram o sargento reformado Helton Cabral da Silva, de 42 anos, morto a tiros no dia 8 de abril, e o soldado João Maria Figueiredo da Silva, de 36 anos. Este último, morto no dia 21 de dezembro, fazia parte da equipe de segurança da recém-eleita governadora Fátima Bezerra (PT). Na época, ela cobrou uma "investigação séria e profunda".

Segundo a Polícia Civil, os casos estão sendo investigados por delegados da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), que já estão com o depoimento do garoto. A apreensão do adolescente, no entanto, não significa que os crimes estão desvendados, até porque as investigações ainda apuram o envolvimento de outras pessoas nos dois assassinatos.

A apreensão
Segundo a Polícia Militar, o adolescente suspeito foi apreendido no início da tarde da sexta-feira (6) em uma ação que também apreendeu um outro menor de idade, também de 16 anos, e efetuou a prisão de dois adultos, um de 20 e outro de 22 anos. Os quatro estavam em uma casa na Rua Araras, no bairro Novo Santo Antônio, em São Gonçalo do Amarante.

O grupo é apontado como participante de vários roubos de veículos e assaltos a pessoas, tendo como característica o uso de bastante violência contra as vítimas.

Com os quatro suspeitos, foram apreendidos uma espingarda artesanal, um simulacro de pistola, uma balaclava, carteiras e vários documentos e cartões pessoais de prováveis vítimas de roubo, além de uma motocicleta roubada e vários capacetes.


G1 RN

Nenhum comentário:

Postar um comentário