Justiça do RN determina bloqueio de R$ 6,3 milhões do ex-governador Robinson Faria.

A Justiça do Rio Grande do Norte determinou a indisponibilidade de bens do ex-governador do estado, Robinson Faria (PSD), com bloqueio de um total de R$ 6,3 milhões em contas bancárias, além de carros e imóveis. A decisão tomada após pedido do Ministério Público é do juiz Francisco Seráphico da Nóbrega Coutinho, da 6ª Vara da Fazenda Pública de Natal, dentro de uma ação por improbidade administrativa. 

Na ação civil, o Ministério Público denunciou Robinson Faria por inserir servidores fantasmas na folha de pagamento da Assembleia Legislativa do Estado, na época em que era deputado e presidente da Casa, entre 2006 a 2015. O caso é investigado pela Operação Dama de Espadas, deflagrado pelo MP. 

De acordo com a denúncia, Robinson inseriu pessoas na folha da ALRN de forma fraudulenta utilizando os "cofres públicos para remunerar pessoas à sua exclusiva disposição, seja em atividades eminentemente particulares, seja na prestação de serviços de cunho eleitoral e “patrocinar a velha e antidemocrática política de manutenção de ‘curral eleitoral’, por meio da compra ‘parcelada’ de apoios políticos”. 

O valor bloqueado seria referente ao valor desviado dos cofres públicos.

Comentários

Postagens mais visitadas