terça-feira, 17 de abril de 2018

De sexta a domingo 13 pessoas foram mortas no Rio Grande do Norte

No fim de semana entre a sexta-feira, 13, e o domingo, 15,  o Observatório da Violência do Rio Grande do Norte (OBVIO) registrou a morte de treze homens no Rio Grande do Norte. Dois deles foram mortos em Natal, Parnamirim, Ceará-Mirim, Mossoró e Apodi.
Uma morte foi registrada em Nísia Floresta, São Miguel do Gostoso e Goianinha. Todas elas foram causadas por armas de fogo. Uma das mortes ocorreu no domingo, 15, em um restaurante localizado na praia de Areia Preta, na zona Leste de Natal. Ainda de acordo com os dados do OBVIO, a maior parte das ocorrências aconteceu na região metropolitana e durante a noite. Na sexta-feira, 13,  foram registradas as mortes de cinco pessoas. No sábado, 14, de três e no domingo de outras cinco. O OBVIO faz o mapeamento de homicídios, latrocínios, lesões corporais seguidas de mortes e outras condutas dolosas que resultem em morte violenta no estado. No domingo, 15, um tiroteio em um restaurante na praia de Areia Preta resultou em duas vítimas. Uma delas é Jussier José da Silva, de 22 anos, que era o alvo dos criminosos e morreu na hora. Quem também foi baleado foi o cozinheiro Anderson Felipe Pinto da Silva, de 20 anos, atingido no abdômen. Ele trabalhava em um restaurante em frente ao que teve o outro homicídio e uma bala perdida o acertou. Ele chegou a ser socorrido ao Pronto Socorro Clóvis Sarinho, mas não resistiu. Os suspeitos são um casal, preso pela PM ao tentar fugir do local do crime portando uma pistola 9mm. Segundo informações da Polícia Militar, a vítima estava almoçando no momento da ação. O casal entrou no local e disparou várias vezes nas costas de Jussier José da Silva. Com a grande quantidade de disparos efetuados, um dos tiros atingiu o cozinheiro de um restaurante nas proximidades do estabelecimento em que estava Jussier José. Uma patrulha da Companhia de Turismo da PM passava pelas imediações do trecho e encontrou com a dupla saindo do estabelecimento. O homem preso tem 25 anos e é considerado foragido da Justiça. A vítima não resistiu aos tiros e morreu no local antes de receber  atendimento médico. Já o cozinheiro Anderson Felipe chegou a ser socorrido. Ele, no entanto, não resistiu aos ferimentos e morreu poucas horas depois de dar entrada na unidade hospitalar. A Polícia Civil foi acionada e vai investigar a motivação do crime, que, inicialmente, tem característica de briga entre facções.

Nenhum comentário:

Postar um comentário