sexta-feira, 2 de março de 2018

Grávida de 3 meses, mulher de PM morto na Zona Norte de Natal diz estar 'muito abalada'

Mulher do PM lamentou o fato de o marido ter morrido sem sequer saber o sexo do bebê (Foto: Kleber Teixeira/Inter TV Cabugi)
A mulher do cabo da PM morto após trocar tiros com criminosos na noite desta quarta-feira (28) na Zona Norte de Natal, está grávida de três meses. Sem condições emocionais de dar entrevista, ela limitou-se a dizer que estava muito abalada e lamentou o fato de o marido ter morrido sem sequer saber o sexo do bebê, já que ela ainda não fez o exame para isso.
O cabo da PM William Soares, lotado na Companhia Independente de Guardas, foi morto ao trocar tiros com criminosos no bairro Pajuçara. Segundo a delegada Patrícia de Melo Gama, da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), o policial assistia a um jogo de futebol na varanda de casa com amigos quando houve o tiroteio.
Ainda de acordo com a delegada, os suspeitos fugiram sem levar nada. Baleado, o policial foi socorrido ao hospital Santa Catarina, que fica na própria Zona Norte, porém não resistiu.
O cabo William Soares foi o 6º PM morto em 2018 no Rio Grande do Norte. Este é o mesmo número de policiais militares assassinados durante todo o ano de 2016. Em 2017, foram 17 PMs mortos. Confira os outros casos deste ano:
Seis mortos
Cabo Carlos Alberto Araújo da Costa, de 48 anos, morto a tiros no dia 7 de janeiro no bairro das Rocas, na Zona Leste de Natal. Ele era lotado na Companhia Independente de Policiamento de Turismo (CIPTUR).
Sargento André Mário Dantas Siqueira, de 40 anos, morto a tiros no dia 15 de janeiro em uma festa no bairro Golandim, em São Gonçalo do Amarante. O policial trabalhava na Companhia Independente de Policiamento de Guardas.
Sargento José Ailton de Lira, morto a tiros no dia 26 de janeiro na comunidade de Jacaré Mirim, em São Gonçalo do Amarante. Ele trabalhava no patrulhamento da cidade de Ceará-Mirim.
Sargento da reserva Itagibá Maciel de Medeiros, de 54 anos, morto a tiros na manhã desta segunda-feira (29) no munícipio de Extremoz, na Grande Natal.
Cabo Darlan Santana Carvalho, de 40 anos, morto no dia 29 de janeiro após ser atingido na cabeça durante uma tentativa de assalto a uma farmácia no bairro Planalto, Zona Oeste de Natal.
Cabo William Soares, morto na noite de 28 de fevereiro após trocar tiros com criminosos no bairro Pajuçara, na Zona Norte de Natal. Ele era lotado na Companhia Independente de Guardas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário