terça-feira, 22 de agosto de 2017

Praias recebem dispensadores de sacolas para recolher dejetos de animais no passeio público

Praias recebem dispensadores de sacolas para recolher dejetos de animais no passeio público
Natal recebe nesta terça-feira (22) um novo equipamento urbano para ajudar a manter a limpeza das praias da cidade. Começaram a ser instalados nesta manhã, dez dispensadores de sacos plásticos biodegradáveis para recolher dejetos de animais no passeio público das orlas de Ponta Negra, Areia Preta, Praia dos Artistas, Praia do Meio e Praia do Forte.
A capital potiguar é a terceira cidade do Nordeste a implantar esse mobiliário em forma de projeto piloto, que é coordenado pela secretaria de Meio Ambiente e Urbanismo (Semurb) e fruto de uma doação da empresa Pooblicão, responsável pela fabricação do equipamento.
De início serão dez dispensadores de sacolas instalados em cinco pontos ao longo da orla de Ponta Negra e os outros cinco nas demais praias, sendo um próximo ao letreiro da cidade do Natal na Praia de Areia Preta, o segundo próximo ao Centro de Artesanato na Praia dos Artistas, o terceiro e quarto na Praia do Meio próximo à Praça dos Heróis e início da ciclovia, e por último, no entroncamento do viaduto na Praia do Forte.
A maioria do mobiliário foi distribuída em Ponta Negra tendo em vista o Plano de Reordenamento da Orla iniciado pela Prefeitura em fevereiro deste ano, que visa à reorganização deste importante cartão postal da cidade. Mas a ideia é expandir o projeto, que está em fase experimental, para outros espaços públicos da cidade, após realização de processo licitatório.
Os dispensadores possuem mensagem educativa e de inclusão social por meio de suas ilustrações e tem o intuito de estimular o uso das sacolas para a limpeza das fezes em via pública para depois levá-las até a lixeira mais próxima. Todo o processo também está explicado num passo a passo afixado no equipamento. Vale ressaltar que os dejetos deixados nos espaços públicos além de trazer mau cheiro e sujeira também podem ocasionar problemas de saúde, caso não sejam recolhidos adequadamente.
Segundo a titular da Semurb, Virgínia Ferreira, o projeto pretende contribuir para aumentar a consciência ambiental da população sobre a importância de coletar as fezes dos animais dos espaços públicos. “É muito comum pessoas que saem para passear com seus bichinhos e ainda não tem a consciência da importância de se coletar o material deixado pelo animal, seja porque se esqueceu de trazer sua própria sacolinha ou por falta de informação. Nosso objetivo é sensibilizar a população e avaliar o comportamento para posterior ampliação do projeto”, diz.
As sacolas disponibilizadas são biodegradáveis à base de cana-de-açúcar, que em sua produção, captura e fixa o CO² da atmosfera. E sua reposição será feita regularmente, duas vezes por semana, pela empresa Pooblicão. No próprio equipamento vem um número de telefone para ser chamado caso os sacos tenham acabado, é o “Alô Saquinho”, que também é WhatsApp e atende pelo (84) 99922-2832.
O projeto piloto é também uma oportunidade para que a Prefeitura possa receber as impressões da população e preparar o processo licitatório para confecção e implantação dos próximos equipamentos em outros pontos da capital. Depois da licitação o projeto também terá um novo conceito em publicidade exterior, valorizando as mídias úteis e educativas, e contribuindo para manter a cidade mais limpa em dois aspectos: reduzindo a quantidade de sujeira nas ruas e otimizando os espaços de mídia sem poluir visualmente a cidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário