terça-feira, 22 de agosto de 2017

PF indicia Agripino por propina

Agripino Maia deve investigar fraude na CPI da Petrobras

A Polícia Federal (PF) indiciou o senador José Agripino (DEM-RN) pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro devido ao recebimento de propina da empreiteira OAS. Em troca, ele recebeu auxílio político para liberação de recursos do BNDES voltados à construção da Arena das Dunas, em Natal, para a Copa do Mundo de 2014, segundo a PF na noite de segunda-feira.
“O recebimento das vantagens ilícitas se deu tanto por meio de doações eleitorais oficiais, que foram direcionadas ao diretório, como por meio de repasses em espécie, que transitaram por contas do próprio investigado e também por contas de familiares, entre os anos de 2012 a 2014, totalizando a quantia de pelo menos 2 milhões de reais”, disse a polícia em comunicado.
Além do senador, que é o atual presidente do DEM, também foram indiciados pela PF o ex-presidente da OAS José Aldemário Pinheiro Filho, o Leo Pinheiro, e Carlos Thompson Costa Fernandes, conselheiro do Tribunal de Contas do Estado do Rio Grande do Norte à época dos fatos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário