terça-feira, 8 de novembro de 2016

Anticoncepcional injetável para homens é promissor, mas há riscos

injecao
Injetar dois homônios diferentes em homens a cada oito semanas suprimiu a produção de esperma de forma suficiente para o método ter efeito contraceptivo, de acordo com um estudo publicado na semana passada.
Porém a pesquisa teve de ser interropida devido a preocupação com a segurança dos participantes. Um comitê de segurança independente concluiu que efeitos colaterais, que incluíram depressão e outros distúrbios do humor, superaram os potenciais benefícios das injeções.
“Pesquisadores estão tentando identificar um contraceptivo hormonal masculino que seja efetivo, reversível, seguro, aceitável, de preço acessível e disponível”, afirmou a equipe técnica do estudo em e-mail para a Reuters.

Nenhum comentário:

Postar um comentário