quarta-feira, 24 de julho de 2019

TSE: quase 70% dos eleitores do país já fizeram o cadastro biométrico

O TSE (Tribunal Superior Eleitoral) anunciou nesta terça-feira (23) que o número de eleitores cadastrados no sistema biométrico de votação chegou a 69,57%. Dos 146 milhões de eleitores brasileiros, 101 milhões estão com as digitais inseridas no sistema eletrônico da Justiça Eleitoral.
Segundo o TSE, 10 estados concluíram o processo de cadastramento. Acre, Alagoas, Amapá, Goiás, Paraíba, Piauí, Rio Grande do Norte, Roraima, Sergipe e Tocantins, além do Distrito Federal, atingiram marca de 100% de eleitores identificados pela biometria.

Petrobras reduzirá preço de gás de cozinha em quase 10% a partir de quarta-feira

A Petrobras reduzirá em 9,8% o preço médio do GLP (gás liquefeito de petróleo) industrial e comercial, vendido nas refinarias em embalagens acima de 13 kg, a partir de quarta-feira (24), segundo informação publicada no site da estatal.
É o primeiro ajuste no preço do insumo desde 25 de abril, quando houve uma alta de 6%.

De acordo com a petroleira, a política de precificação do insumo tem como base o preço de paridade de importação, formado pelas cotações internacionais desses produtos mais os custos que importadores teriam, como transporte e taxas portuárias, por exemplo.

O diretor-geral da ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás e Biocombustíveis), Décio Oddone, defendeu em maio que o governo precisava fomentar a competição na oferta de gás de cozinha para que o produto fosse vendido a “preço justo” no país.

ANS publica autorização para reajuste de até 7,35% nos planos de saúde

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) formalizou no Diário Oficial da União (DOU) desta quarta-feira, dia 24, o aval para o reajuste máximo de 7,35% nas mensalidades de planos de saúde.
De acordo com a decisão, que foi anunciada na terça-feira, 23, o aumento poderá ser aplicado aos “planos privados de assistência suplementar à saúde, individuais e familiares, médico-hospitalares com ou sem cobertura odontológica” com vigência de 1º de maio de 2019 a 30 de abril de 2020.

Governo estuda venda fracionada de gás de cozinha

Ao mesmo tempo em que promete um “choque de energia barata”, por meio da ampliação do uso do gás na matriz energética, o governo indicou  que está em avaliação a venda de GLP (gás de cozinha)fracionado, o que evitaria que a população de baixa renda tivesse de comprar um botijão inteiro a cada vez que houvesse necessidade.
O consumidor poderia apenas completar o botijão, pagando o que seus recursos permitissem.
“No final do mês o consumidor pode estar sem recursos para comprar um botijão cheio e hoje não pode comprar um botijão parcial. É o equivalente a um dono de um carro só poder ir no posto de gasolina encher o tanque. O que se está discutindo é a possibilidade da população comprar quanto gás ela precisar”, disse o diretor-geral da ANP (Agência Nacional do Petróleo).

Novo estoque de soro antirrábico e antibotrópico chega ao Rio Grande do Norte

A Secretaria de Estado da Saúde Pública informa que recebeu do Ministério da Saúde, na última semana, uma nova remessa de soro antirrábico, suficiente para 66 atendimentos em adultos, e de soro antibotrópico – utilizado em casos de picadas de jararacas -, para 16 atendimentos graves.
Novamente, a Sesap orienta a população para os cuidados necessários para prevenção de acidentes com peçonhentos e animais que podem transmitir o vírus da raiva. Importante ressaltar que todos os alertas emitidos, nos últimos dois meses, consistem em medidas preventivas para evitar novos acidentes tendo em vista a situação nacional vivenciada de estoque crítico e desabastecimento dos soros.
Prevenção de acidentes com animais peçonhentos
– Evitar acúmulo de lixo ou entulhos que possam atrair ratos (um dos principais alimentos das serpentes) ou outros pequenos animais;
– Não colocar as mãos desprotegidas em buracos e cupinzeiros, folhas secas, monte de lixo, lenha, palhas etc.;
– Usar luvas de couro ao manejar locais onde as serpentes possam estar presentes, tais como matas, tocas, troncos e lenhas árvores;
– No amanhecer e no entardecer, evitar a aproximação da vegetação muito próxima ao chão, gramados e jardins, pois é nesse momento que serpentes estão em maior atividade;
– Usar sapatos fechados de cano alto ao andar e caminhar na mata ou entre folhas secas.
Prevenção de acidentes com animais que podem transmitir a raiva
– Evite o contato com animais silvestres como saguis e raposas
– Ao encontrar um morcego caído ou morto, não toque no animal
– Cães ou gatos que forem encontrados em contato com morcegos devem ficar em isolamento
– Não faça contato com cães e gatos de rua
Em caso de dúvidas e mais informações, basta entrar em contato com o Centro de Assistência Toxicológica, por meio do 0800 281 7005 ou 98803-4140 (whatsapp).

RN define aplicação de R$ 80 milhões recebidos da União para Segurança Pública

O Governo do Estado, através da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (Sesed), apresentou nesta terça-feira, 23, o plano de aplicação de R$ 80 milhões oriundos do convênio firmado com a Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp).
O valor será destinado aos diversos setores e órgãos da Sesed e foram assim destinados:
Polícia Militar – R$ 29.977.330,89 milhões
 – Investimentos: coletes balísticos; viaturas; armas; escudos balísticos, entre outros equipamentos.
Polícia Civil – R$ 12.209.780,77 milhões
– Investimentos: armas; viaturas; escudos balísticos; tecnologia.
Corpo de Bombeiros Militar – R$ 6.110.615,00 milhões
– Investimentos: viaturas
Sesed/Centro de Inteligência – R$ 2,877 milhões
Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (CIOSP) – R$ 1,928 milhões
Centro Integrado de Operações Aéreas (CIOPAER) – R$ 21,777 milhões
Centro Integrado de Comando e Controle Regional (CICCR) – R$ 5 milhões
Capacitação de PM para o programa Polícia de Proximidade – R$ 297 mil
A governadora Fátima Bezerra destacou o empenho da administração para prestar melhor serviço de segurança à população. “Desde a escolha da nossa equipe tivemos todo o cuidado para que fosse possível o trabalho integrado entre os órgãos da segurança. E isto já vem dando resultados positivos. Nos primeiros seis meses do Governo conseguimos poupar 365 vidas no RN. Foram 365 homicídios a menos que mesmo período do ano passado”, afirmou.
Além disso também no primeiro semestre de 2019, o RN foi um dos quatro estados do país que mais conseguiram reduzir a violência. “Estes são resultados concretos do trabalho do Governo que dialoga, tem compromisso e age com transparência. E quem ganha é a população”, disse Fátima Bezerra, acrescentando: “Estas ações visam o controle e a redução dos índices de violências e de crimes praticados em nosso Estado. Reconheço o esforço e a dedicação dos operadores da segurança pública e tenho certeza que vamos proporcionar a população um melhor serviço de segurança pública e paz para avançar social e economicamente”.
Além do convênio no valor de R$ 80 milhões, a administração estadual deve dispor de R$ 40 milhões das emendas parlamentares impositivas. Estes recursos devem ser liberados pelo Governo Federal até o final do ano para serem investidos no aparelhamento e condições de trabalho dos órgãos do sistema de segurança pública.
30 VEÍCULOS, 9 MOTOS E EQUIPAMENTOS PARA A POLÍCIA CIVIL
Outra iniciativa do Governo do Estado adotada na atual gestão resultou na recuperação de recursos de um convênio de 2013, dentro dos investimentos para a Copa do Mundo de Futebol de 2014. Através de gestões junto à Senasp foi recuperado R$ 2 milhões para investimentos em veículos, equipamentos, armamentos e móveis que nesta terça-feira, 23, foram entregues à Polícia Civil.
Foram entregues 30 automóveis, nove motocicletas, 364 cadeiras, 241 armários e 119 mesas para delegacias e unidades da Polícia Civil.
Os equipamentos vão permitir a estruturação das delegacias responsáveis pela investigação de homicídios de Natal e Mossoró, e das delegacias distritais de Parnamirim, São Gonçalo do Amarante, Macaíba e Ceará Mirim.
Também foram entregues à Polícia Civil, para utilização pela Divisão Especializada em Investigação e Combate ao Crime Organizado (DEICOR)30 mochilas táticas, escudo balístico, 10 capacetes balísticos, 100 munições calibre 5.56, um fuzil Imbel 7.62 e uma carabina. Unidades especializadas da Polícia Militar também receberam estes materiais.
VEÍCULOS ENTREGUES:
– DHPP Natal: 14 automóveis e duas motocicletas.
– DHPP Mossoró: três automóveis e duas motocicletas.
– 1ª DP de Parnamirim: três automóveis e uma motocicleta.
– 2ª DP de Parnamirim: dois automóveis e uma motocicleta.
– Delegacia de Macaíba: três automóveis e uma motocicleta.
– Delegacia de São Gonçalo do Amarante: três automóveis e uma motocicleta.
– Delegacia de Ceará Mirim: dois automóveis e uma motocicleta.

Guedes diz que FGTS será liberado todo ano e que R$ 42 bi serão injetados até 2020

O ministro da Economia, Paulo Guedes, confirmou que o governo pretende liberar o saque do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) não apenas para este ano, mas para os próximos também. Os saques poderão ser feitos das contas ativas e inativas e a injeção na economia deverá ser de R$ 42 bilhões.
“O governo passado soltou só inativos. Vamos soltar ativos e inativos. Eles soltaram uma vez só, nós vamos soltar para sempre. Todo ano vai ter”, disse.
“Eu tinha falado que ia ser em torno de R$ 42 bilhões. E vai ser isso mesmo. Deve ser uns R$ 30 bilhões neste ano e R$ 12 bilhões no ano que vem. São os R$ 42 bilhões que eu falei, só que vocês vão ver que há novidades, coisas interessantes”, disse nesta terça-feira, 23, sem dar maiores detalhes.
Na quarta-feira passada, o divulgou-se que o governo estudava liberar até 35% das contas ativas e inativas do FGTS. O jornal O Estado de S. Paulo antecipou que estava sendo estudada uma forma de limitar o saque total em caso de demissão sem justa causa, mas que haveria uma compensação ao permitir que o trabalhador sacasse uma parcela do fundo todo ano no mês de aniversário.
Depois da divulgação, o ministro da Economia, Paulo Guedes, confirmou os porcentuais e adiantou que a liberação teria potencial de injetar R$ 42 bilhões na economia. Em seguida, o Ministério da Economia afirmou que refez os cálculos e que deveriam ser liberados R$ 30 bilhões.
O anúncio era para ser feito na semana passada, em meio à solenidade de 200 dias do governo, mas o setor da construção civil pressionou preocupado que a retirada dos recursos poderia reduzir o uso do FGTS como fonte para financiamentos para os setores imobiliário, de saneamento básico e infraestrutura a juros mais baixos.

Suspeitos são presos acusados de roubar salão em São José de Mipibu

Quatro pessoas foram detidas acusadas de assalto em São José de Mipibu, Região Metropolitana de Natal. A prisão ocorreu na noite desta terça-feira, 23 pouco tempo após o crime.
Segundo o 3º Batalhão da Polícia Militar, os suspeitos teriam roubado um salão de beleza, por volta das 20h desta terça, em São José de Mipibu, e fugiram em direção para a comunidade Pau Brasil, localizada no próprio município.
De acordo com a PM, eles foram notificados pela Central de Operações Policias Militares (Copom) sobre atitudes suspeitas na região. Pouco após o delito, por volta das 21h, durante a busca, os policiais conseguiram apreender quatro dos autores do crime, e recuperar parte dos produtos levados durante o assalto.
A polícia segue em busca de outros envolvidos na execução do assalto, e do restante dos produtos levados do salão.

Fabio Faria ironiza sindicato contra a reforma: “Quero agradecer a propaganda”

O deputado federal Fábio Faria (PSD) ironizou o conteúdo de um outdoor, colocado pelo Sindicato do Bancários do RN, nas ruas de Natal. No cartaz, há uma mensagem contra a reforma da Previdência criticando o voto do parlamentar, favorável ao projeto. Fabio Faria afirmou que gostaria de “agradecer ao sindicato por fazer propaganda”.
O deputado defendeu seu posicionamento, dizendo que “em vez de ser irresponsável e sair aprovando aumento para todo mundo, quebrando o Estado, preferi entrar de cabeça e analisar os efeitos no futuro do Brasil”, declarou em suas redes sociais.
Fábio Faria aproveitou para criticar as instituições sindicais, que, segundo o parlamentar, são “mantidas com recursos dos trabalhadores, alimentados por radicalismo político, que investem em campanhas difamatórias contra quem defende o Brasil”.
O parlamentar afirmou saber que é necessário recuperar o país de “males causados por políticas demagógicas”. Fábio adiantou que votará também a favor da reforma tributária, com a justificativa de que espera que o país “se recupere e volte a gerar emprego e renda”.

RN exporta 206 milhões de dólares no 1º semestre e aumenta vendas em 60%

O Rio Grande do Norte ampliou as exportações ao longo dos seis primeiros meses do ano. O comércio exterior potiguar registrou aumento de 60,49% em comparação com o mesmo período de 2018. Foram registrados US$ 206,62 milhões em vendas em 2019, ante os US$ 128 milhões do primeiro semestre do ano passado.
Os dados do Ministério da Economia, Comércio Exterior e Serviços apontam que o Rio Grande do Norte é 19º estado em número de exportações. No entanto, a produção potiguar representa apenas 0,2% das vendas brasileiras para o mercado internacional, que somaram mais de US$ 109 bilhões em 2019.
Ainda de acordo com os dados oficiais, a pauta do comércio exterior potiguar terminou o primeiro semestre com superávit de US$ 128 milhões. O valor representa a diferença entre as exportações e importações. Nos primeiros seis meses do ano, o Estado importou US$ 77 milhões em produtos.
“A explicação para o aumento das exportações se dá pelo volume pujante do setor da fruticultura. Além disso, houve também um bom registro da venda de pescado, o que elevou os números”, detalha Sílvio Torquato, secretário adjunto de Desenvolvimento Econômico do Rio Grande do Norte.
Em todo o ano de 2018, o comércio exterior potiguar registrou US$ 277,14 milhões em vendas. Em comparação com 2017, entretanto, houve redução de 6,9% nas vendas, que resultaram em US$ 304,33 milhões. O recorde histórico de exportações aconteceu em 2008, quando foram comercializados 347,12 milhões de dólares.
As exportações potiguares estão calcadas em produtos básicos, principalmente os do setor agropecuário. O volume de vendas do setor, ao longo dos primeiros seis meses do ano, foi de US$ 125 milhões, o que representa 60,6% de toda a pauta de exportação do Rio Grande do Norte. As informações do Ministério da Economia mostram, ainda, que este segmento teve aumento de 46% no volume de vendas em comparação com o mesmo período de 2018.
A produção de melão lidera a pauta de vendas do Rio Grande do Norte, de acordo com os dados oficiais, no primeiro semestre. Foram exportados US$ 50,8 milhões, o que representa 25% de todas as vendas potiguares. Em comparação com o mesmo período de 2018, o aumento foi de 109,6%.
Ainda de acordo com Sílvio Torquato, a expectativa é de que, até o fim de 2019, as exportações agrícolas cresçam ainda mais. “Uma nova safra acontece ainda em agosto, o que deve impulsionar os números”, resume.
Além disso, a fruticultura potiguar aguarda a assinatura do acordo com o mercado China, no sudeste asiático. A expectativa é de que sejam retiradas as últimas barreiras à exportação. “Caso isso, aconteça as exportações serão duplicadas. A expectativa é de que, a partir do primeiro ano de vendas, ocorra um saldo de US$ 150 milhões só com a venda de melões”, comemora.
Os Estados Unidos lideram as estatísticas de compras de produtos norte-rio-grandenses. Em 2019, os americanos injetaram US$ 82,44 milhões na economia potiguar. O país da América do Norte representa 39,9% da participação na pauta de exportações potiguar. Em segundo lugar está o Reino Unido, com US$ 22,03 milhões, representando 10,7% no total do comércio exterior potiguar.

Números desmentem Bolsonaro e mostram que, sim, existe fome no Brasil

A declaração do presidente Jair Bolsonaro sobre ser “mentira” que existe fome no Brasil, dita para um grupo de jornalistas estrangeiros na última sexta-feira, 19, é rebatida por dados públicos do próprio governo federal. No Rio Grande do Norte, por exemplo, de acordo com informações do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), quase 11,9% dos potiguares estão em pobreza extrema e 13% dos domicílios apresentam insegurança alimentar moderada ou grave.
Os dados sobre a insegurança alimentar tratam da possibilidade de acesso a uma alimentação básica composta por café da manhã, almoço e jantar. Neste caso, números do IBGE, segundo o último levantamento sobre o assunto, mostram que uma parte dos potiguares não tem capacidade de arcar com uma única refeição diária.
A pesquisa aponta que 67,5% dos domicílios potiguares estão em condição de segurança alimentar, onde os moradores tiveram acesso aos alimentos em quantidade e qualidade adequadas e sequer se sentiam na iminência de sofrer qualquer restrição no futuro próximo.
Os domicílios com insegurança alimentar leve são aqueles nos quais foi detectada alguma preocupação com a quantidade e qualidade dos alimentos disponíveis, o que representou 19,4% dos lares potiguar
O estudo foi publicado em 2013, mas ainda é a base estatística sobre o assunto. As parcelas da população mais afetada pela insegurança alimentar estão entre as faixas etárias de 5 a 17, que representam 16% do total.
Além disso, a falta de alimentos também afeta quem está trabalhando. A base estatística mostra que 9% dos potiguares que recebem até 1 salário mínimo apontaram não ter condições de arcar com as refeições diárias.
Na visão do presidente Jair Bolsonaro, há um exagero nos dados relacionados sobre a fome ser um problema crônico no Brasil. O presidente avalia que a fome virou um “discurso populista”. “Não se vê gente, mesmo pobre, pelas ruas, com físico esquelético”, disse.
Ainda de acordo com dados do IBGE, no Rio Grande do Norte, 39% da população estava abaixo da linha da pobreza, o que significa que 1.367.524 de pessoas possuíam renda per capita de até US$ 5,5 por dia, equivalente a R$ 406 mensais. Os dados são da pesquisa Síntese de Indicadores Sociais de 2018, que avaliou os dados sociais de 2017.
No que concerne à pobreza extrema, para pessoas que viviam com renda diária per capita de até US$ 1,9, por volta de R$ 140 por mês, o Rio Grande do Norte registra um total de 11,7% neste segmento, o que representou um total de 410.257 pessoas. Em Natal, a situação é ainda mais perceptível, 9,1% da população está em situação de pobreza extrema, o que representa 80.434 pessoas.
Para o cientista social João Bosco Araújo, professor titular da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), é uma irresponsabilidade para o gestor público, em qualquer esfera de governo, negar informações sobre os aspectos socioeconômicos do Brasil. “São dados estatísticos e infelizmente vidas humanas que esses dados expressam em sua crueza. Não esquecer que a maioria dessas vidas humanas são crianças que terão seu desenvolvimento cognitivo e humanos para sempre prejudicados”, explica.
Ele diz ser inaceitável que o presidente da República desconheça a realidade brasileira e que seja insensível à dor e sofrimento de diversas famílias brasileiras. Ele culpa a “cegueira ideológica” do presidente pelas declarações. “O fundamentalismo, seja ideológico, religioso e mesmo científico, é uma desgraça para a sociedade, o desenvolvimento humano e a democracia”, encerra.